Já leu a crítica do Carlos Alberto Mattos sobre "Margaret Mee e a Flor da Lua"?

Olha aqui um trecho:
"Como as flores amazônicas que desenhava, Margaret Mee era delicada, risonha e elegante. Mas como as árvores que costumava esboçar como pano de fundo de seus desenhos, ela também era forte e determinada. A excêntrica senhorinha inglesa que combinava ciência e arte em suas aventuras pela Amazônia e a Mata Atlântica brasileiras ganha enfim um perfil cinematográfico à sua imagem e semelhança."
Para ler a crítica toda, clique aqui. 
 
Você sabia que "Margaret Mee e a Flor da Lua" foi escolhido como um dos melhores filmes de 2012 por Carlos Alberto Mattos? Sim!

Em sua lista anual, lá está nosso filme entre os 10 filmes que mais impressionaram o crítico, não lançados comercialmente.

Clique aqui para saber a lista toda!